Aproximadamente 3% dos 13.024 policiais do Reino Unido falham nos testes obrigatórios de aptidão física e, destes 3%, 70% são mulheres (de acordo com matéria publicada online pela BBC News UK).

 

Os testes de aptidão física (TAF) obrigatórios para a polícia foram introduzidos somente no ano passado (2013) na Inglaterra e no País de Gales. O que poderia estar faltando na preparação dessas oficiais para o TAF? A resposta pode estar no treinamento muscular inspiratório.

 

Biologicamente, mulheres têm pulmões e vias aéreas menores, bem como músculos respiratórios mais fracos. Todas estas características fazem a respiração da mulher ser muito mais difícil durante o exercício. Esta particularidade anatômica feminina pode ser um fator determinante para o nível de aptidão física e o motivo pelo qual as mulheres falham mais do que os homens nos TAF.

 

O estudo que descobriu que as mulheres realmente se desgastam mais do que os homens durante o exercício “Physiological mechanisms of sex differences in exertional dyspnea: Role of neural respiratory motor drive. Exp Physiol. 2014; 99(2):427-41”, revelou que, por causa das dimensões reduzidas do sistema respiratório da mulher, quando elas se exercitam seus cérebros precisam mandar sinais elétricos mais intensos para os músculos respiratórios, especialmente o diafragma. Estes estímulos são muito mais intensos nas mulheres do que nos homens para uma mesma situação. A sensação de dispneia é diretamente proporcional à intensidade da descarga elétrica enviada pelo cérebro para a contração dos músculos respiratórios.

 

Não significa que tudo esteja perdido por conta dessa descoberta fisiológica. Ao contrário: sabemos que é possível aumentar tanto a força como a capacidade de recuperação dos músculos respiratórios com o treinamento através do POWERbreathe.

 

Com a incorporação do treino respiratório com o POWERbreathe ao treino treinamento convencional, 4 a 6 semanas antes do TAF, as mulheres podem contrapor suas desvantagens fisiológicas tornando o sistema respiratórios mais potente.

 

Realizando apenas 30 respirações duas vezes ao dia com o POWERbreathe ajustado com a resistência certa, todos podem aumentar a força e a potência da respiração e, para as mulheres em preparação para o TAF, isso pode ajudar nas provas de corrida e nado.