Texto indicado e resumido por Fta Juliana Franzotti -  NCS


O objetivo desta revisão foi avaliar a qualidade das provas em treinamento muscular inspiratório (TMI) em pacientes com insuficiência cardíaca e para fornecer uma visão geral sobre a seleção dos sujeitos, protocolos de treinamento, e os resultados alcançados com o TMI.
 

Pesquisa bibliográfica foi realizada através da base de dados PubMed, e referências adicionais foram identificados a partir de um índice de citação Scopus. Artigos do tipo de revisão e de ensaios clínicos publicados em inglês foram incluídos. Qualidade dos artigos foi avaliada usando os níveis de Sackett de provas e rigor da metodologia foi avaliada usando PEDro (Database Evidências Fisioterapia) .


12 artigos de ensaios clínicos foram incluídos. Protocolos de treino típicos envolvendo treinamento diário com intensidade superior a 30% da pressão inspiratória máxima (PImax), duração de 20 a 30 minutos (contínua ou incremental) e utilizando carga pressórica linera.


O treinamento é benéfico para melhorar a força muscular respiratória, capacidade funcional e dispneia em pacientes com insuficiência cardíaca estável e fraqueza muscular respiratória.